F CCTVR - Corregedoria da Comarca de Tavira

Livro de registo das ordens que se expedirem pela Inspecção do Erário Régio Livro para registar as ordens do Erário Régio Livro para o lançamento da colecta de Mencio da Cidade01 Livro de registo para o lançamento das Décimas da cidade de Tavira Livro de registo do lançamento do imposto da Décima da cidade de Tavira Livro de registo do lançamento do imposto da Décima da cidade de Tavira Livro de registo do lançamento do imposto da Décima da cidade de Tavira Livro de registo do lançamento do imposto da Décima da cidade de Tavira Livro de registo do lançamento do imposto da Décima da cidade de Tavira Livro de registo do lançamento do imposto da Décima da cidade de Tavira
Resultaten 1 tot 10 van 35 Show all

Identificatie

referentie code

PT MTVR CCTVR

Titel

Corregedoria da Comarca de Tavira

Datum(s)

  • 1762-1833 (Vervaardig)

Beschrijvingsniveau

F

Omvang en medium

27 livros e 1 caixa.

Context

Naam van de archiefvormer

(1762 - 1833)

Biografie

Em 1536 a Comarca do Algarve foi dividida em duas: a de Lagos e a de Tavira. Cada Comarca era representada pelo corregedor, magistrado administrativo e judicial que representava a Coroa ao nível local. Segundo Arnaldo Anica, o primeiro corregedor da Comarca de Tavira foi Pedro Alvernaz e o último foi João Moniz da Silva Boto, em 1832 .
Os corregedores, a par dos provedores, eram os principais magistrados administrativos que representavam a atuação da administração central junto das entidades administrativas locais. Com funções essencialmente judiciais, ao corregedor competia, por exemplo, a inquirição das justiças locais, a avocação dos feitos dos juízes ordinários, verificar a eleição local dos juízes e das vereações . As suas competências encontram-se dispostas nas Ordenações Manuelinas e também nas Ordenações Filipinas .
Embora a Comarca de Tavira tenha sido constituída em 1536, a documentação que resultou da atividade destes magistrados data de 1762 até 1833.

archiefbewaarplaats

Geschiedenis van het archief

Desconhece-se a história custodial e arquivística.

Directe bron van verwerving of overbrenging

Desconhece-se a fonte imediata de aquisição ou transferência.

Inhoud en structuur

Bereik en inhoud

No âmbito das competências de aplicação da justiça e administração da comarca, reúne-se neste fundo a documentação relativa às ordens emanadas do Erário Régio e ainda ao controlo de contribuições e impostos, como a colecta de mencio, a décima e lançamento de impsotos.

Waardering, vernietiging en slectie

Aanvullingen

Ordeningstelsel

Voorwaarden voor toegang en gebruik

Voorwaarden voor raadpleging

Documentação de acesso público, excepto aquela que contenha dados sensíveis ao abrigo do artº 17º do Decreto-Lei nº 16/93 de 23 de Janeiro.

Voorwaarden voor reproductie

A reprodução de documentos está sujeita a algumas restrições, consoante o estado de conservação dos documentos, o tipo de documento ou o fim a que se destina.

Taal van het materiaal

Schrift van het materiaal

Taal en schrift aantekeningen

Fysieke eigenschappen en technische eisen

Toegangen

Verwante materialen

Bestaan en verblifplaats van originelen

Bestaan en verblijfplaats van kopieën

Related units of description

Related descriptions

Aantekeningen

Alternative identifier(s)

Trefwoorden

Onderwerp trefwoord

Geografische trefwoorden

Naam ontsluitingsterm

Genre access points

Identificatie van de beschrijving

Identificatiecode van de instelling

Toegepaste regels en/of conventies

Normas ISAD(G) e Orientações para a descrição arquivística. 2.ª v. Lisboa: DGARQ, 2007. 325 p. Disponível em: http://www.dgarq.gov.pt/servicos/documentos-tecnicos-e-normativos/lista-de-documentos/

Status

Concept

Niveau van detaillering

Verwijdering van datering archiefvorming

21.06.2016

Taal (talen)

Schrift(en)

Bronnen

As fontes utilizadas para a História Administrativa/Custodial foram as seguintes:
ANICA, Arnaldo - Tavira e o seu termo: memorando histórico, Tavira, Câmara Municipal de Tavira, 1993, pp. 102-104.
MATOSO, José (Dir.) - História de Portugal, vol. IV, Lisboa, Editorial Estampa, 1993, pág. 315.
Ordenações Manuelinos, Livro I, títº XXXIX [ligação em linha]: http://www1.ci.uc.pt/ihti/proj/manuelinas/l1p247.htm
Ordenações Filipinas, Livro I, títº LVII [ligação em linha]: http://www1.ci.uc.pt/ihti/proj/filipinas/l1p103.htm.

Voorwaarden voor raadpleging en gebruik

Related subjects

Related people and organizations

Related genres

Related places